Eu tinha dois sentimentos no coração ao ir para Itaperuçu. O primeiro era a expectativa de como seria nosso tempo lá, o que iríamos aprender naquela semana e o que poderíamos ensinar, o segundo era uma preocupação quanto a não atrapalharmos na rotina do Monte Horebe, pois tudo já estava muito bem encaminhado e funcionando tão direitinho que talvez nossa presença pudesse atrapalhar e acabar prejudicando o trabalho do pessoal. Mas descobri que minha preocupação não tinha razão de ser, pois todos que vão até lá (e são muitos!) são muito bem recebidos, mesmo com a correria do dia-a-dia, e sempre tem algo a acrescentar, e minhas expectativas foram superadas com o que vivemos na semana que ficamos em Itaperuçu.

Acredito que não atrapalhamos o andamento dos trabalhos no Monte Horebe, pelo contrário, compartilhamos um pouco daquilo que sabemos e pudemos acrescentar boas coisas na vida das pessoas com nossas experiências. Foi gratificante!

Uma das marcas evidentes nessa turma, tanto da igreja da Vinha Itaperuçu, como dos que trabalham no Monte Horebe é o amor a Deus, pelas pessoas e pelo trabalho que fazem. Os comentários de quem os conhece é sempre o mesmo: “É maravilhoso e apaixonante o que vocês estão fazendo em Itaperuçu”.

Um momento muito especial, tanto pra mim como para minha equipe, foram os dois dias que passamos na comunidade rural do Caçador. Visitamos muitas famílias carentes, ouvimos suas histórias e vimos a difícil realidade em que elas vivem. Fomos impactados ao vermos o grande amor de Deus para com aquelas pessoas. Sem dúvida o Senhor tem usado o Bebeto e a equipe do Monte Horebe para levar esperança para aquele lugar tão necessitado de uma nova expectativa de vida.

Concluindo, cada um de nós pode fazer uma grande diferença na vida das pessoas com quem convivemos e na sociedade em que estamos inseridos. É o que está acontecendo em Itaperuçu, através da igreja da Vinha e do Monte Horebe.

Não precisamos ser super-heróis pra isso, apenas pessoas comuns que amam profundamente a Jesus e tem a coragem de dizer “sim” para Ele.

Obrigada a todos os irmãos e amigos de Itaperuçu que nos receberam com tanto amor.

Sorilene Luca
* Sorilene é uma das pastoras da Comunidade Vineyard de Piratininga
Nos dias que passou em Itaperuçu, liderou a equipe composta por: Natália, Marquinhos, Túlio e Rebeka (filha de Sorilene).

 

Deixe um Comentário